GOVERNADOR WAGNER INAUGURA AGROINDÚSTRIA DE BENEFICIAMENTO DE FRUTAS

0
133

A inauguração de uma agroindústria de beneficiamento de frutas em Mirante vai gerar renda para 235 famílias da comunidade de Espírito Santo, na zona rural do município. Inaugurada pelo governador Jaques Wagner na manhã desta quinta-feira (7), a unidade produzirá polpas, doces, geléias e compotas, com a capacidade para processar 100 toneladas de frutas por ano. A fábrica recebeu investimentos de R$ 1,2 milhão por meio do Projeto Gente de Valor do Governo do Estado.

A inauguração de uma agroindústria de beneficiamento de frutas em Mirante vai gerar renda para 235 famílias da comunidade de Espírito Santo, na zona rural do município. Inaugurada pelo governador Jaques Wagner na manhã desta quinta-feira (7), a unidade produzirá polpas, doces, geléias e compotas, com a capacidade para processar 100 toneladas de frutas por ano. A fábrica recebeu investimentos de R$ 1,2 milhão por meio do Projeto Gente de Valor do Governo do Estado.

Ainda na região foram entregues uma ambulância, uma viatura e uma máquina agrícola no município de Bom Jesus da Serra. “Estou vindo a Mirante e a Bom Jesus da Serra com alegria por atender a demandas dos moradores, como as da agroindústria, da ambulância e da viatura que ajudam a melhorar a vida das pessoas na região”, disse Wagner.

Localizado em um polo regional de produção de umbu, o município de Mirante recebeu investimentos de R$ 3 milhões do projeto desde 2011. Os recursos são destinados a obras, equipamentos e assistência técnica para o fortalecimento da cadeia produtiva caracterizada pela atividade familiar. Os produtos e derivados de frutas da região – umbu e ‘maracujá do mato’ – saem da unidade na forma de diversos produtos e derivados para comercialização tanto para indústrias de polpas e sucos quanto para o consumidor final, com a marca Imbuira.

De acordo com o presidente da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), José Vivaldo, o valor agregado ao produto e a auto-sustentabilidade são pilares do modelo adotado nas três agroindústrias, incluindo a de Mirante e mais duas em Manoel Vitorino – uma a ser inaugurada em setembro. “A partir de agora, a meta é que, em um ano e meio, os produtores sejam capazes de manter e ampliar o negócio como qualquer outro da economia de mercado”.

Executado por meio da CAR, vinculada à Secretaria de Desenvolvimento e Integração Regional (Sedir), o Projeto de Desenvolvimento das Áreas mais Carentes da Bahia – Gente de Valor – resulta da parceria entre o governo estadual e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida). A iniciativa já beneficiou mais de 12 mil famílias de agricultores familiares em 34 municípios do semiárido baiano. Além da assistência técnica e do apoio a cadeias produtivas, a exemplo do umbu, as ações beneficiam a população também nas áreas de segurança hídrica, pequenas criações, apicultura e horticulturaMIRANTE-3