Prefeitura suspende a solenidade oficial de entrega da Estação Herzem Gusmão

0
135
A  Prefeitura de Vitória da Conquista informou na noite desta sexta-feira (28) que suspendeu a solenidade oficial de entrega da Estação Herzem Gusmão, na Avenida Lauro de Freitas, marcada para a quarta-feira (2). De acordo com a nota, a decisão foi tomada considerando a necessidade de evitar aglomeração, já que o ato reuniria muito mais que a quantidade de pessoas limitadas por decreto estadual. Na avaliação do governo municipal, não haveria sentido de fazer uma solenidade com restrição de participação da população e não seria possível a configuração de um evento com menos de 50 pessoas, mesmo que fosse restrito a autoridades. De acordo com o colunista político Levi Vasconcelos, ACM Neto (DEM) viria a Vitória da Conquista no próximo dia 2 de Junho, para, ao lado da prefeita Sheila Lemos (MDB), inaugurar a Estação de Transbordo Herzem Gusmão, em homenagem ao ex-prefeito da cidade, que faleceu vítima de Covid-19.Blog Do Caique Santo
“A memória do saudoso prefeito Herzem Gusmão será sempre honrada por todos nós. Neste momento, com o objetivo de evitar aglomerações e em respeito ao luto dos familiares e de todos nós conquistenses, decidimos, em comum acordo com sua família, por não realizar o ato de inauguração da Estação Herzem Gusmão, obra tão sonhada e esperada pela nossa terra. Seu nome será sempre lembrado em nossa cidade e, principalmente, em nossos corações”, disse a prefeita. Ficou definido que a obra será entregue no dia 2, data em que Herzem faria 73 anos e seu funcionamento se dará o mais rápido possível. “A cidade ganha um equipamento moderno, que oferece segurança e conforto para o usuário. Um sonho antigo da população, pensada por Herzem e entregue por nós, em respeito ao seu legado. Lembrando que ele dizia que o que inaugura obra pública é seu uso pela população”, completou Sheila. De acordo com informações obtidas pelo Blog do Caíque Santos, camelôs que foram retirados da nova estação e grupos prioritários que ainda não foram vacinados contra a covid-19 preparavam protestos para o dia do evento.